segunda-feira, 18 de maio de 2009

Jennifer Beals -



Recebi Uma Biografia Traduzida de Nossa Musa TLW, então pensei porque não unir em um post unico tudo: os cartazes de seus filmes ( vai que passando por um sebo tu não avista um deles?)e alguns links para videos dos filmes... Ou seja acabou virando um tributo rsrsrsrssss

A Biografia Foi Traduzida e enviada pela Mariene Santos.(Coral de Obrigados)

Sue Jennifer Beals nasceu em Dezembro de 1963 em Chicago, e cresceu na cidade de Illinois. Ela é a filha de Jeanne, uma professora do ensino fundamental, e Alfred Beals, que era proprietário de uma mercearia.


Seu pai era Africano-Americano e sua mãe era irlandês americano. Ela tem dois irmãos, Gregório, cinco anos mais velho que ela e que depois tornou-se um fotógrafo de alto nível da Newsweek, e um ano após o seu nascimento veio um segundo irmão, Bobby. Seu pai morreu quando ela tinha nove anos de idade e sua mãe voltar a casar com Edward Cohen. Eles moravam em um bairro predominantemente Afro- Americano, na zona sul, perto da Rua 82. em Indiana, e muitas vezes Beals sofreu preconceito por causa da luz de sua pele, que era bem diferente das negras do bairro.

Posteriormente Jeanne Beals (mãe) mudou-se com a família para o lado norte da cidade, num outro bairro conhecido como racialmente integrado Mais perto do Centro. Como uma professora, ela sabia que das deficiências do sistema escolar público em Chicago e obteve bolsas de estudo para Jennifer para o privado Francis W. Parker School onde ela era dedicada e considerada aluna excelente.

Sua carreira profissional começou quando ela tinha 16 anos, começou a ser modelo a local e fazer anúncios impressos após verificar que ela poderia "fazer muito mais dinheiro para a faculdade do que como baby-sitting e de trabalho no Baskin-Robbins (garçonete),". Eventualmente, ela trabalhou com o famoso fotógrafo Victor Skrebneski Chicago, e durante seu último ano do ensino médio fez fotos para os modelos de verão da stints em Nova Iorque e Paris.

Em 1980, ela teve seu primeiro papel como atriz. Embora ela não tenha recebido muito crédito, tinha um pequeno papel em O meu guarda-costas. Apesar deste trabalho inicial, Beals' permaneceu empenhada em obter uma educação universitária. Ela tinha como foco apenas uma faculdade, Yale University,

e não disse isso para a sua mãe até que foi aceita. Ela também estudou interpretação na DePaul University's School of Drama Goodman e no Workshop Profissional em Nova York.

Quando tinha 17 anos, e antes dela começar seu primeiro ano em Yale, ela estava viajando na Europa quando seu agente a chamou para Nova Iorque para uma audição em que os cineastas estavam procurando uma "mulher do tipo do filme Embalos de Sábado à noite,". Jennifer reservou o primeiro vôo de volta para os Estados Unidos e, apesar da presença de milhares de outras jovens atrizes ansiosas, de alguma forma conseguiu se destacar da multidão para impressionar os produtores Don Simpson e Jerry Bruckheimer. Como ela estava decidida a ficar em Yale, voltou pra lá depois do teste. Mas, em poucos dias um convite chegou notificando que ela havia ganhado o papel. Sua carreira acadêmica foi colocada em suspenso temporariamente durante o tempo necessário para a filmagem.

• a década de oitenta : o sucesso de Flashdance.

Beals interpretou uma garota, Alex Owens, que trabalhava como soldadora em uma fábrica em Pittsburgh, Pensilvânia,durante o dia, e dançava em um bar à noite. Flashdance inesperadamente se tornou um dos maiores sucessos de bilheteria na Primavera de 1983 nos Estados Unidos, sua arrecadação foi esmagadora e extrapolou
$ 150 milhões em 1985. Beals deu um salto para a fama instantaneamente e tornou-se uma estrela e a celebridade do ano.

Muitas controvérsias surgiram logo após o lançamento do filme, porque Beals revelou que ela não havia realizados todas as cenas de dança em Flashdance. Em vez dela, a dancarina Marine Jahan, uma bailarina francesa, que foi utilizada em várias cenas com sua dublê.

Os fãs ficaram revoltados e decepcionados, mas o filme feito para a Paramount rendeu muito dinheiro e isso era tudo que importava.
Ela disse ao South China Morning Post, em 2003, "Eu fiz isto porque eu amava a natureza e a história do filme. Nunca pensei que eu iria me tornar famosa. A cultura é diferente agora. As pessoas são tão dedicados à fama. Eu nunca olhei muito para as revistas show business quando eu era uma menina. "

Nesta época, ela assinou um acordo para promover as roupas dos estilistas Marithe e François Girbaud. Os modelos eram baseados na linha do figurino do filme e o gasto em sua promoção foi semelhante ao que foi gasto em Flashdance. O filme mostrou anúncios de Jennifer com um moletom rasgado esticado sobre um luminoso ombro nu, e foi uma imagem suficiente para lançar uma revolução na moda, ela assinou um estilo: o “ moletom-off-the-ombro” .
Ela foi nomeada para um Golden Globe e do filme recebeu um Oscar de Melhor Canção.

JB e sua Mãe

Após Flashdance, Beals voltou à Yale para completar seus estudos. Embora ela tenha recusado a fazer o papel no seguimento de Flashdance (Flashdance II, que nunca foi feito), ela continuou a trabalhar como modelo e fazendo filmes . Ela apareceu como Cinderela em um episódio de Showtime do Teatro dos Contos de Fadas.
Em 1985, ela foi para a Europa para aparecer em um remake de A Noiva de Frankenstein história no qual ela contracenava com o pop star britânico Sting. Infelizmente, o filme teve pouca repercussão na bilheteria. Além disso, Jennifer Beals ficou marcada como atriz difícil de trabalhar pois durante a filmagem, Beals desenvolveu uma reputação de atriz difícil de se lidar.
Ela continuou interpretando seriamente, e lhe foi dado pelo diretor tempo e espaço necessários para entrar em seu personagem. Roddam Franco, diretor de A Noiva, defendeu o jovem atriz contra estas acusações naquele momento. "Ela própria considera muito inteligente", afirmou ele após as críticas. "Eu encarreguei os chefes de departamento de proporcionar para ela o máximo de silêncio e concentração. Isso poderia ser considerado estrelismo ou apenas um modus operandi".



Em 1986, ela casou com Alexandre Rockwell, um cineasta, que mais tarde trabalhou com ela.



Nesta época tambem , fez com seu marido uma participação no Filme Querido Diário, onde falando em italiano faz a si própria, conversando com um fã de Fhashdance

















A atriz retornou para Yale, onde obteve um bacharelado em literatura americana em 1987. Um ano depois, ela apareceu em Vampire's Kiss com co-star Nicolas Cage

No final de 1980, Beals trabalhou principalmente na Europa, com um grande número de diretores famosos. Em 1988, ela apareceu em seu primeiro filme estrangeiro, o La Partita, dirigido por Carlo Vanzini. Um ano mais tarde, Beals teve um papel na Charbol-dirigido Docteur Claude M.

• TV e filmes OBRAS, sua carreira continuou a crescer
Seu primeiro filme com seu marido foi Sons (1989), no qual ela desempenhou um travesti.(infelizmente não achei nada sobre este filme)
O maior sucesso foi o filme Em 1992 In the Soup (a sopa). O filme foi financiado pela sua mãe e seu marido, e ganhou o Sundance Film Festival's Grand Jury Prize.










































No mesmo ano, ela fez sua estréia na tv-movie Clive Donner do Terror caules de classe Reunião.

Depois, ela apareceu em Le Grande Perdão II. Beals foi recomendado pelo ex-colega David Duchovny de Yale para fazer um papel de mulher de chumbo na FOX séries sci-fi, "The X-Files" (1993-2002), mas o produtor Chris Carter decidiu lançar então a desconhecida atriz Gillian Anderson.



Le Grand Pardon II (1992)
Ela passou a fazer sua estréia em 1992 Primetime televisão sobre Aaron Spelling's de curta duração 2000 Malibu Road (CBS) e uma em 1993 no filme sobrenatural televisão Night Owl que passou na Lifetime.



Melhor oportunidade veio com 1994 da Sra. Parker e o círculo vicioso,






Em 1994, ela também realizou o filme (Four Roons)Quatro Quartos, um outro filme produzido pelo marido, assim como Quentin Tarantino. O filme foi lançado em 1995, e um ano mais tarde, Beals e Rockwell se divorciaram, assim terminaram os seus 10 anos de casamento.






















Um maior papel para o cinema veio em 1995. Ela esteve no papel como Daphne Monet, a femme fatale personagem em O Diabo, em um vestido azul, que estrelou Denzel Washington.O diretor, Carl Franklin, originalmente pretendia lançar uma desconhecida atriz no filme, que foi ambientado em 1940 em Los Angeles e baseada em uma novela de Walter Mosely, mas Beals ganhou o papel.
No mesmo período, Beals filmou um papel recorrente como Justine, o chefe da educação religiosa na série ABC Nada Sagrado, mas essas cenas nunca foram ao ar.

Um papel mais importante veio em 1997 o Showtime filme The Twilight of the Golds (Questao De Sensibilidade), baseado na peça de 1993 Jonathan Tolins.

Como Beals' carreira continuou a crescer, especialmente na televisão, a sua vida pessoal também mudou. Ela casou com seu segundo marido, o canadense Kenneth Dixon, em 1999.

Nesse tempo, Beals enfrentou alguns desafios em relação a sua saúde. Com diagnóstico de síndrome de fadiga crônica, o vírus Epstein-Barr, e tiroidite, ela usou medicamentos alternativos, incluindo dieta saudável e grandes mudanças, para curar a si mesmo.

DESTAQUES • nova carreira, obras e TV The L Word
Beals mantém interesse por questões complexas relacionadas com a raça. Ela interpretou um filme para a televisão, A House Divided 2000. Baseado em uma história verdadeira, o filme foi fixado no Sul antes, durante e depois da Guerra Civil.

Poucos anos mais tarde, em 2002, Beals apareceu no drama O Aniversário de Casamento como Amanda Dickinson, uma fotógrafa, que aliás é um hobby que persegue apaixonadamente a atriz na vida real. Beals tem a chance de mostrar o seu próprio olhar fotográfico - uma série de fotografias a partir dela o conjunto do filme foram posteriormente publicados em revistas internacionais.
Ela co-estrelou ao mesmo tempo na TV minissérie da Anne Rice A Festa de Todos os Santos.

Então ela tinha um papel em outro filme independente, Roger Dodger. Em 2003, ela apareceu no misterioso drama Runaway Jury, co-estrelando John Cusack.











Em 2004, Beals foi lançada na maior série televisiva de sua carreira, The L Word. da Showtime O programa foi um dos primeiros shows a focar lésbicas. Ela desempenhou Bette Porter. No ano em que o espetáculo estreou, Beals teve as atenções todas voltadas para ela e ela foi eleita uma das 50 pessoas mais bonitas.


Durante o trabalho sobre a série, teve recentemente um papel de liderança em 2006 o Grito 2 e, em um filme para Tv - Meu nome é Sarah (2007).


Um novo filme - Joueuse - vem para 2009.


Em Lie To Me ela faz o papel de uma promotora



Pra 2010 temos o Filme The Book of Eli.Novamente com Denzel Washington, Filme que promete. Veja um Trailer da sua Produção aqui

CURIOSIDADES : Jennifer Beals é extremamente discreta sobre sua família.
JB e sua Mãe foto atual.
Bom pessoal se for continuar, tem muita coisas dela ainda pra colocar por aqui.
Vou deixar então pra outra oportunidade.
Espero que tenham gostado.

12 comentários:

Brenda disse...

Caramba muiito legal essa biOgrafiia heiin ... parabéns !
Adoreii ..

Silvana disse...

San e Mariene, vcs estão de parabéns pela ótima idéia da homenagem a excelente atriz que é Jennifer Beals. Que bom que ela reapareceu na tela pra gente poder vê-la novamente e em grande estilo.
Meninas, parabéns pelo ótimo trabalho! Beijos

oograzioo disse...

ADOREII
PARABENS PELO BLOG
ESTA LINDOmakmas

þαuℓα disse...

Obrigadaaaaaaaa!!!!

Milk disse...

Adorei...muito bom mesmo...

Karine disse...

adorei, me tormei fã desta atris pela serie, pq sinceramente n gostei mt de flashdance. Alguem deseja me add no msn para conversarmos sobre a serie? karinecamara@msn.com

abraços a todos

Karine disse...

adorei, me tormei fã desta atris pela serie, pq sinceramente n gostei mt de flashdance. Alguem deseja me add no msn para conversarmos sobre a serie? karinecamara@msn.com

abraços a todos

Gisele Ferreira disse...

NOSSA QUE ÓTIMO, ENFIM UMA HOMENAGEM A ESTA GRANDE ATRIZ Q NOS ENCANTOU TODOS ESTES ANOS, E PRINCIPALMENTE NA SERIE THE L WORD, ONDE ELA DEU UM GRANDE SALTO EM SUA CARREIRA....ESPERO Q JENNE TENHA GRANDES SUCESSOS, POIS ELA MERECE.SUA SIMPLICIDADE E FIRMEZA FAZEM DELA UMA GRANDE MULHER ALÉM DE LINDA E ATRAENTE...MEU DEUS COMO EU QUERIA ESTAR NA PELE DA LAUREL HOLLOMAN "TINA" DE THE L WORD SÓ PRA TIRAR UMA CASQUINHA DESTA MULHER LINDA, ENCANTADORA E SEXI QUE É A JENNIFER BEALS...A JENNE MEUS PARABÉNS PELO SUCESSO!!! E A LAUREL HOLLOMAN QUERO DIZER QUE FOI UMA MULHER DE SORTE, ENTÃO UM BRINDE A BETE E TINA!!!
BJOS A TODOS DESTE BLOG

Anônimo disse...

Simplesmente maravilhoso. Amo jennifer Beals. ótimo.

samara disse...

Adorei saber mais um pouco da carreira dessa linda atriz nunca tinha ouvido falar nela,até assistir a série The l Word adorei muito linda mesmo. Parabéns Jennifer Beals sou sua Fã.

IARA CRUZ disse...

AMEI ENCONTRAR TODAS ESSAS INFORMAÇÕES SOBRE A JENNIFER BEALS, ELA É INCRÍVEL, Á AMO DEMAIS.

jack polis disse...

No Ultimo eps de The L World nos especiais ela afirma ter estado grávida durante as filmagens...
Ela perdeu o Bebê oq ou ela é mesmo muito reservada? Eu fiquei confusa quando eu não consegui achar nenhuma foto do suposto "filho"... agradeceria se vc responde-se a essa minha duvida.
obrigada